A psiquiatria e a cultura

Monday, 9 November 2009

Os Índios Guarani





Território tradicional: Leste do Paraguai, Norte da Argentina, Norte do Uruguai e diversas regiões do Brazil.


  • Contato e significado da natureza: a terra (tekoa) como bênção dos deuses
  • As proibições
  • Abate da floresta e sentimento de mutilação
  • O suicídio como consequência da perda dos referenciais identitários

 Entre os índios guaraní, as principais taxas de suicídio estão entre os adolescentes e adultos jovens. Estudos anteriores identificaram múltiplos fatores que podem estar associados ao comportamento suicidário dos Guaraní. Estes fatores, resultado do processo de colonização, incluem a rápida mudança sóciocultural, distúrbios na vida social tradicional, progressivo desmantelamento da estrutura da família extendida e relocação forçada para outras áreas de reserva indígena. Exposição a diferentes e conflitantes culturas, perspectivas e sistemas de crenças exacerbam os desafios enfrentados por estas comunidades e contribuem para um conflito intergeracional. Estudos em outras comunidades indígenas indicam que os jovens frequentemente percebem-se como marginalizados na sociedade e nas suas próprias comunidades, resultando em uma sensação de isolamento social que pode contribuir para a elevada taxa de suicídio (Hamlin & Brym. Sociological Theory 2006;24:42—57; Morbidity & Mortality Weekly Report, 2007, 56-1).


 A Mutilação Genital Feminina




A mutilação genital feminina compreende todas as práticas que envolvem a remoção total ou parcial da genitália externa feminia ou quaisquer ações sobre os órgãos genitais femininos devido a razões culturais ou outras, sem indicações de ordem terapêutica” (OMS, 1997).

Motivos para a MGF

  • Condição para o casamento
  • Ritual de iniciação
  • Estética e higiene
  • Crença no crescimento do clítoris
  • Salvaguarda da virgindade
  • Preservação da fertilidade
  • Aumento do prazer do homem
  • Controle do corpo

“… Por vezes, os convidados verificam com os próprios dedos se a intervenção está de acordo com a tradição. A abertura para a eliminação da urina e do sangue menstrual é minúscula. É aplicada uma pasta e tenta-se proceder à junção dos bordos por meio de um espinho de acácia, perfurando ambos os bordos. São colocados vários destes espinhos, os quais são posteriormente aproximados por um cordel. A pasta é colocada novamente sobre a ferida. Mas tudo isto não é geralmente suficiente para assegurar a junção e fusão dos bordos, pelo que a menina é imobilizada numa cama, sendo os seus pés atados para evitar a separação das pernas. A operação dura entre 15 a 20 minutos, de acordo com a habilidade da mulher que realiza a operação e a resistência da criança”.
 Adaptado de : David, A. (1978). "Infibulation en Republique de Djibouti." Bordeaux: Universite de Bordeaux






Consequências

Físicas – curto prazo (infecções), longo prazo (infertilidade, dispareunia)
Psicológicas










Waris Dirie, top model da Somália que sofreu mutilação genital. Ela escreveu o livro ao lado detalhando seu trauma









CULTURA

Conjunto de valores, crenças e práticas específcas de um determinado grupo (Giger and Davidhizar, 1999).
Complexo formado por conhecimento, crenças, artes, moral, leis, costumes e toda e qualquer capacidade ou hábito adquiridos pelo indivíduo enquanto membro de uma sociedade (Tylor, 1871).

Funções

Proporcionar formas de controle social
Homogeneizar comportamentos e ações sociais
Facilitar estratégias de identificação e pertença
Fornecer referenciais cognitivos

A cultura é aprendida – o papel das mulheres na cultura de Trobiand

Ilhas Trobiand – a estrutura social é baseada no controle dos clãs matrilíneos. Eles acreditam que a mulher só fica grávida se um baloma (espírito dos mortos) for introduzido no corpo. A cultura é passada através das mães e não dos pais.


A cultura não é partilhada da mesma forma – a cultura islâmica








homens (de branco) e mulheres separados numa mesquita





A cultura é dinâmica – o poder de “cura” dos khmer



O povo khmer é o grupo étnico predominante no Camboja e praticam o Brahmanismo, que é derivado do hinduísmo e budismo. Se um khmer fica doente, eles frequentemente visitam um kru khmae (shamã ou curandeiro) que eles acreditam pode diagnosticar qual dos espíritos (neak ta) está a causar a doença e recomendar uma ação apropriada para oferecer a este espírito, curando a doença.

A cultura possui rituais comuns e observáveis – o poder das relações familiares entre os caxinauás



Os caxinauás ou Kashinawas são povos indígenos da amazônia (especialmente da região do Acre). Cada indivíduo é membro de uma ou duas patimoieties, subdividas por sexo. Os homens moieties são inubakebu e duabakebu. As irmãs de inubakebu são inanibakeby e as irmãs de duabakebus são banubakebu. Uma mulher pertence ao grupo de irmãs do seu pai, irmãs do seu avô e;ou da sua avó.

As patrimoieties são dividas em duas seções matrimoniais compostas pelos membros da moiety, em gerações alternadas. Um homem é membro da mesma seção matrimonial de seu avô e de seu neto. Uma mulhr é membro da mesma seção de sua avó e de sua neta. Ao mesmo tempo, o pai de um dado homem e seu filho são membros de outra seção matrimonial de sua moiety e a irmã do pai de uma mulher e a filha de seu irmão são membros de outra seção. Além de regular os casamentos, as moieties funcionam largamente dentro de um contexto ritual (UFA!!) - ver referência...Isso é só um resumo das relações, elas se complicam ainda mais!

A cultura é racional se avaliada do interior – as circuncisões judaicas




Não é fácil explicar as razões subjacentes – o shamanismo siberiano




O norte da Ásia, particularmente a Sibéria, é entendida como locus classicus do shamanismo. Muitos dos habitantes observam práticas shamanistas mesmo nos dias de hoje.

A cultura é relativa – os sistemas de “cura” em Marrocos



Os Gnawas (ou Gnaoua) são músicos curandeiros negros que vivem no Marrocos. A população acredita que eles podem curar corpos e mentes através de sua música. Eles descendem de escravos do oeste e região central da África. Entretanto, eles possuem status especial na sociedade marroquina devido ao “poder de cura”, que consiste em expulsar os espíritos malignos que causam a doença.

A cultrua é etnocêntrica – os “Direitos Humanos” na cultura ocidental



Referência
Kensinger, Kenneth. "Kashinawa." Encyclopedia of World Cultures. The Gale Group, Inc. 1996. Retrieved November 04, 2009 from Encyclopedia.com: http://www.encyclopedia.com/doc/1G2-3458001208.html

Posted by Vanessa Marsden at 02:14  

0 comments:

Post a Comment