Notícias em toxicodependência

Friday, 26 February 2010

Nações Unidas alertam para uso abusivo de medicamentos prescritos
por Paula Laboissière - Agência Brasil

24/02/2010

8,2 milhões exageram em medicamentos nos EUA, e número supera usuário e drogas sintéticas

A Junta Internacional de Fiscalização a Entorpecentes (Jife) - órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU) - fez um alerta hoje para o uso abusivo de medicamentos prescritos em todo o mudo. O problema, segundo a Jife, deve ser abordado com urgência, a fim de impedir sua propagação e evitar mais incidentes fatais.
Nos Estados Unidos, o abuso de medicamentos prescritos é o segundo maior problema em meio ao cenário das drogas. Com 8,2 milhões de usuários, fica atrás apenas da maconha e representa mais do que o número somado de usuários de cocaína, heroína, alucinógenos, ecstasy e inalantes. Já na Alemanha, entre 1,4 e 1,9 milhão de pessoas são viciadas em remédios.
De acordo com um relatório divulgado pelo órgão, medicamentos que contêm substâncias controladas estão sendo usados como substitutos de drogas ilícitas, uma vez que causam efeitos semelhantes e estão amplamente disponíveis - inclusive pela internet - por meio da venda de conteúdos contrabandeados ou falsificados.
"As pessoas tendem a achar que o abuso de medicamentos prescritos é apenas um uso inadequado de medicamentos para tratar problemas de saúde. Mas esses incidentes são frequentemente resultado de um vício que pode ser tão letal como a dependência de outras drogas como a heroína ou a cocaína", alerta o documento.

3 comments:

Rivotril: Cura ou Malefício?

rodrigo said...
10 March 2010 at 10:04  

Nem um nem outro:

O Rivotril 'e um benzodiazepinico ou calmante. Nao tem qualquer efeito curativo em medicina. Ele simplesmente acalma. Eu costumo comparar o Rivotril ao paracetamol (tylenol) na seguinte analogia: Quando alguem esta com pneumonia, damos paracetamol para abaixar a febre, certo? Mas o paracetamol nao cura a pneumonia ('e necessario um antibiotico) e se insistirmos em usar apenas este medicamento, nao se chega a lugar algum. Da mesma forma, o rivotril e todos os calmantes tarja preta acalmam MAS NAO TRATAM. Eles sao muletas para que o paciente consiga lidar com o pior da sua ansiedade. Mas um tratamento só com Rivotril 'e absurdo, nao existe.
Alem disso, o rivotril tem um grande problema: rivotril gotas. Se eu prescrever um medicamento para se tomar 1 comprimido por dia dificilmente alguem volta tomando 5 por dia. Mas no caso do rivotril gotas, como ele parece inofensivo, ha um terrivel potencial para ABUSO. Mais que uma vez eu prescrevi 5 gotas a noite e o paciente volta dizendo que tomou 5, mas achou muito fraco e aumentou para 7, depois 12, e assim vai. As gotinhas enganam pois parecem medicamento infantil. Eu nem mesmo prescrevo esta apresentacao.

O rivotril esta muito bem indicado em casos de epilepsia, terror noturno e outros. Mas nao para insonia, ansiedade prolongada, panico ou outros transtornos nos quais o uso sera prolongado. Isso facilita o estabelecimento da dependencia do medicamento.

Infelizmente a maioria dos medicos esta despreparada para prescrever estes medicamentos. Seja por ignorancia ou por falta de tempo. Tambem acontece de os medicos hoje nao terem mais uma formacao humanistica, e nao saberem lidar com o choro ou o sofrimento do paciente. Oras, eu vi uma paciente que foi atendida por um clinico geral e chorou na consulta pois tinha brigado com o marido horas antes. Ela saiu da consulta do clinico com uma receita de rivotril, outra de antidepressivo e uma referencia para um psiquiatra (!). Assim que ela chegou a minha consulta, retirei todos os medicamentos. Ela mesma concordava que nao havia necessidade, mas como o medico recomendou, ela tomou. Tudo o que ela queria naquele dia era um ombro amigo e o colega em questao esqueceu-se de que muitas vezes a simples consulta genuinamente empatica 'e a arma terapeutica mais eficaz que temos ao nosso dispor.

Vanessa Marsden said...
10 March 2010 at 10:19  

Muitas drogas ilegais foram previamente aceites:
http://psiquiatriahistorica.blogspot.com/2010/02/la-droga-dile-si.html
Saudações

28 March 2010 at 21:10  

Post a Comment